Parada

Não escuta mais trovões

Nem Raios

Nem para pra sentir trovoada

Nem nada, felicidade parada.

Nem ver Luz, de céu em arrancada

ESTRONDO! Nem nada.

É tudo perdido, felicidade parada.

Não vem mais carro na porta de casa

Não tem mais beijo de madrugada

Nem o assoviar de ventania bonita em doce balada

Ninguém parado, na porta de entrada

Ninguém na estrada esperando morada

Buscando aconhego na paz daquilo que faz

Ninguém.

Não vem mais nada, felicida.de parada.


@algumthiago