Ei, Alguém, Perdão!

Ei, Alguém, Perdão!

Não sei como conter minhas feridas

Não sei como e onde repousar meu coração,

ir buscar quem fui onde reinava a libertação.

Sei que fui alguém distante, contente

alguém que se foi

alguém.

eu fui alguém mas me despedacei.

o Medo me despedaçou

o orgulho me comeu e vomitou

Bati forte e me despedacei todo

quebrado em mil farpas

Logo EU, que era um perfeito vidro refletindo o paraíso onde morava

carrego tudo o que me remete casa

carrego ainda comigo todos os caquinhos

preciosos caquinhos

eles me cortam justo na verdade sobre mim

sobre quem fui e sou

e a verdade sobre a dor de uma partida infeliz que restou

Saudade casa

saudade vida

saudade amores

saudade, saudade

saudade, perdão

Saudade Luz, natureza brilhante de um Sol DESPREOCUPADO

saudade. respirar, saudade.

Saudade de não sentir medo

saudade de ser livre pra cantar, saudade.

EU, quebrei. Estou aqui; Perdido… Quebrado.

não me lembro, do valor da realidade.

são só construções e papéis falsos recolocados em mãos diferentes para ganhar o mesmo salário.

-ALGUÉM?

-ALGUÉM QUE FUI?

-Me ajude! Não posso mais sozinho. Não consigo mais sozinho. Estou preso em mim, afogado em todas as minhas águas.

-ALGUÉM? ALGUÉM ME AJUDE!

-NÃO SEI MAIS PEDIR! NÃO SEI COMO ME PEDIR!

PERDÃO.

Promessa

Promessa

Eis me aqui! MEu. Retorno. De mim mesmo. Através de mim. Aqui estão; meus modos. Deixo também algumas Instruções e Inspirações de como desacelerar e redescobrir do que somos capazes. De histórias somos repletos! Intimamente completos. Demonstre-se comigo:

Fui alguém tão vasto. Tão… Cheio! Vida de dentro. Pelos olhos. Pelas vozes e pelas vezes que eu acordava até dentro de meus sonhos. A qualidade que adquiri em primeiras experiências saudáveis e solitárias foram as mais únicas. Que foram se apagando. Desistindo de sua sanidade. Se guardando pra não se culpar mais. Algo não estava certo. Alguém estava sumindo. Algo não estava mais presente nas trilhas onde meus pés se encontravam. Alguém virá me buscar. Alguém aguarda. Interior. Permanecendo constantemente quente. Vigilante nas asas de uma sagrada esperança. Aqui há uma fogueira. Eterna. Acesa pelos antigos e pelas Grandes Celebrações. Vejam só: o problema não é o fogo em si e sim o motivo de Ser Iniciado. Fagulha divina que ainda queima na esperança de ser exposta! Deve Ser Celebrada! Permita que eu mostre as cores que preciso! Permita meu verdadeiro nome de demonstrar o poder de uma vida Interior. De uma missão antiga. Antes desse corpo, dessa voz e destes olhos castanhos. Permita-me mostrar mais uma vez quem Sou e pelo quê Estou Aqui. Completar com conteúdo concreto através de uma vibração constante e imensa que tudo irá permear e… Nunca, nada mais será tirado de mim! Pouco a pouco, seres tão imundos com valores tão baixos como hipócritas que se posicionam donos de um sistema doentio como capitalismo, não serão mais avistados colocando suas mãos perversas e profanas em solo tão sagrado. A Terra nos aguarda. Pouco a pouco se desfazendo. Engolindo. Ela dá e ela mesmo tira. Assim será feito. Não devo me culpar mais. Os meus caminhos estou trilhando. Estou mostrando pelo quê estou aqui. Está sendo feito. Pouco a pouco se destruirão estes que se tornam líderes de um grande nada tão amaldiçoado. Seja assim feito. Pois os Líderes de grandes destruições serão feitos comida uns para os outros. Serão em si mesmo selados. Pois ainda estamos aqui! Vozes que cumprem pelo quê estão presentes! Vozes que cortam o Ar como uma faca. Concluirei a possibilidade de Ser mais uma vez transbordado. O Cálice se encherá só mais uma vez, só desta vez para nunca mais se esvaziar. Aqui será feito. Assim seremos ouvidos. Aqui Seremos Louvados! -Assim, Ser, Constante, Realizado.🦅🌬🗡🌊

Por, algumthiago <~Link do Instagram!

(Texto de minha autoria em meu perfil pessoal do Instagram citado acima.)

Vers(A)tura

Vers(A)tura

Aqui e Agora. Neste momento, eu parei.

Parei comigo mesmo.

Parei de enxergar. De respirar. De ouvir e de falar. Tirei tudo e ficou apenas o necessário. A Existência.

“Deep roots are not reached by the frost.”

J. R. R. Tolkien

Existe uma capacidade esquecida. Um sentimento de transmutação.

Uma ação quase que sobre-humana

Onde tudo se torna Precioso, Silencioso e Pessoal quanto uma pupila se dilatando com o brilho de uma nova vida entre os braços.

Aqui, Raízes se tornam profundas e cascudas.

E lágrimas, quentes e pesadas cascatas como folhas molhadas pela chuva caindo num temporal de verão.

Toda a papelada do dia a dia e da procrastinação se desfazem. Não existe importância se são atos míticos e mecânicos.

Às vezes, é isso mesmo o que me resta. Resta fazer. Mesmo que o sentido não exista. Mesmo que as rezas não tenham mais respostas. Mesmo que pareça não vir ajuda de nenhum lugar. Mesmo sabendo o que todo mundo sabe: Que isso aqui de fato não têm nenhum sentido. Continuamos. Atuamos. Fazendo. Persistindo. Às vezes ser mecânico é o que salva a vida para prosseguir ao dia seguinte. Literalmente.

https://omundodethi.wordpress.com/

Na alma do Mundo, eu percebi. Observei e Absorvi.

No cheiro, na fala e no toque;

No que me serviu de alimento, no que me sustentou, Eu Aprendi…

.profunda-profundidade-persistente.

Conforme for, (me dou distância).

Me largo de mão

Assim não me darei ouvidos

Preciso me dar é por completo. Íntimo.

Inteiro.

Insano seria me confundir com amor e castidade organizada

Sabendo com a clareza de um Sol nascente sobre a pluralidade de minha (di)versidade.

Isso tudo. Isso tudo aqui. É uma grande e hipócrita semente de NADA.

É jogo de palavrinhas bonitinhas e de costumes bem colocados nos lugares corretos.

A real é que somos todos casos e cacos filhos de um grande ACASO. Acaso este que ronda por aí livre e desatento para ser reescrito por nós.

Isso tudo é palco! Você me escuta? Isso tudo… É uma grande missão teatral. Tudo é permitido entre essas verdades de mentirinha contanto que tenha público suficiente para acenar com a cabeça e dizer que sim!

Vitalização. Vitalidade. Ida & Vinda. Por ela, eu ainda vago. (-A Vida.)

Ela… Ainda Pulsa.

Demonstra, sente, sangra e expõe. Expõe que somos animais e merecemos nos abraçar e nos contorcer entre essa pura e dourada simplicidade.

É uma necessidade APAGAR todo esse luxo e este maldito pudor. Não há regras. Existimos. Essa é a regra. Quem inventou essas verdades que matam e usam armadura para nos apoiarmos tão firmemente todos os dias?!

O cheiro e o brilho de uma mata verde e intocada ainda é bem vívido por aí! (Nos escombros de uma mente livre.)

Aqui ou lá a água sempre será a mais gostosa e refrescante quando se está com sede (mesmo sem gosto algum!)

Entre tantas posições e sentidos, entre uma frase ou outra; O Tempo, não parou.

Aqui entre nós da humitária humanidade “humilde”, Ele corre e se desfaz.

Discreto e silencioso como só o Tempo é.

Num eterno jogo de desgosto e desagrado para quem não sabe se encontrar acordado.

Nada faço. Não sei nem para onde olhar.

Espero e me agarro em mim pois não posso me destruir.

Ainda que por onde Eu for existam estes que se moldam num frenético ritmo louco e retorcido.

Sei que quem nos observa da borda do mundo sai correndo na frente para cativar alguns poucos preciosos.

Entende a paranóia.

Brinca e se balança numa poça de lama na frente deste gigantesco palco e ainda se protege de roubarem sua própria insanidade.

Nós temos sede. Sede de inconsciência!

Descubra o Poder de toda essa versatura.

Neste momento. Só neste momento.

Pare de respirar. Pare de ouvir. Pare de sentir. Pare de pensar. Pare os movimentos e o ar. Fique com o necessário. Inconsciência.

Só por alguns segundos. Só por alguns instantes; Liberte! Pois ainda há sede.

-Beba comigo!!!

-Um Brinde aos Animais Mecânicos e à Mecânica dos Sentidos!

(texto de minha autoria) algumthiago@gmail.com

@ algumthiago por todo lado!

Governador de Si Mesmo. Acorde. Nem só de passado se Vive. Demora. Aprende.

Governador de Si Mesmo. Acorde. Nem só de passado se Vive. Demora. Aprende.

M O V E.
Valor

Valor

🌬️Digo sempre que todos lutam por alguma causa. Alguns por luxo, fama, glória, mais dinheiro que se possa contar. Outros… Talvez lutem por algo mais profundo. Sempre existirá alguém com um chamado para abrir um novo caminho, para explorar a vida em diferentes níveis. Os caminhos do inconsciente são perigosos mas satisfatórios. O resultado é igualmente múltiplo e indiferente aos olhares alheios. Quanto à Satisfação, jamais existirá tamanho grau de felicidade e vida interna como encontrá-la junto à sabedoria. Às vezes, se encontra em tão minúsculas partes, que se não estiver atento ao que se buscava, perde-se com facilidade dentre tantos olhares de julgamento em coisas mais banais. É aí que o Ego dá sua laçada. O Julgamento próprio é um dos mais severos.🗡🌊

🗝A diferença vêm no Valor de cada ação.VII. O Valor aqui é pessoal em quase todas as Faces. Não existe isso de “certo na vida”. Na vida se faz o único. Deve se fazer o único! Encontrar meios para Encontrar! Se não, o que seria do Sentido? Vai na manada quem não tem senso próprio de destino e busca. E alguns que por um motivo ou outro não conseguem se alinhar. Quem ainda, infelizmente, não pensa ou não se encontra com espaço aberto para deixar que a mente cresça. Que o mar aberto inconsciente transborde para as bases tão… “Sólidas” de nossa realidade inundando tudo com perguntas nunca antes feitas ou esquecidas. Consegue me acompanhar? Conte e ‘re-conte’ suas bagagens, suas histórias e seus movimentos, que são nada mais que VOCÊ!♦ Histórias são ouro! Vida Interior ninguém NUNCA pode me tirar. O que têm VALOR para você? O que me diz sobre o assunto? Qual é sua bagagem? -Comenta aí! Cada acréscimo de pensamento e cada História Pessoal é igualmente importante.🖋🐐

📸 https://instagram.com/algumthiago/

🐦 https://twitter.com/algumthiago/

🌷

Casa de Passarinho faz falta no meu aconchego pessoal. Saudades.

Casa de Passarinho faz falta no meu aconchego pessoal. Saudades.

Caminha!

Caminha!

Este foi assim! Veio como o vento… Vou lhe contar:
Eu caminhei por tal lugar despercebido. Segui firme em encontro com aquilo que haviam me consumido. Trouxe lá do pé de Minha Vida força de vontade pra começar com sinceridade. Arrecadei alguns sorrisos quando passei e vesti em mim toda a estranheza que herdei. E assim, sorriram para o outro lado. Com medo que meus trapos caíssem em coincidência com toda sua corrosiva carência. É nesse bosque de falência que frequentei minha essência. Lá, sozinho, percebi o que ninguém enxerga por demência. Por rancor. Aquilo que mais te constrói e te unifica por dentro é sua grande e controversa dor. É ali que mora sua persistência. Nada do que te falam ao redor para te distrair é coerência. Olhe para si, refletido nas folhas mansas pela neblina da manhã. É lá que se encontra a resposta. É onde você menos gosta. É onde você se prende e não solta. Pois quebre esta corrente e caminhe! Eu sei que vai doer. Minhas correntes ainda doem… Mas ainda sim, Caminhe neste lugar que ninguém controla. Destrua qualquer possibilidade de se negar. Devolva a si mesmo o poder de brilhar. -É pra isso que você caminha!
.
.
.
-Este é um poema de minha autoria: Realisthic. -> IG @algumthiago | Me siga! E siga também o blog que tem sempre coisa diferente! Vou atualizando de leve conforme toque em momentos de inspiração. 🌹 🌞 ✨ #loveislove #resist #blacklivesmatter✊🏽✊🏾✊🏿

Abrindo a ferida.

Abrindo a ferida.

Vulnerabilidade é o que vejo faltando ser exposto. Muitas vezes em mim, muitas vezes no outro. Mas sigo firme e com gosto, mostrando pra quem quiser conhecer, da fachada ao interminável esboço. O medo É Real. E é lógico que ele trave o mais puro sorriso sem nenhum sentido. Quem já foi TÃO criticado não quer ser considerado, tem aflição em ser consumido, contado. Realeza de Minha Vontade, se faça Concreta na Realidade! Não permita que eu cometa o bloqueio de minha Unicidade! Somos todos um no reencontro com a Espontaneidade. 🌹🌈


IG: @algumthiago

Mais escritos aqui: Início

🙏🌞❤️

Encantado.

Encantado.

Ê Trovoada que não para de bater na porta!

Ê cantança que nunca se encontrará morta!

Viva A Rainha Serena da Noite!

Dama de Preto no Horizonte!

Seja bem-vinda querida Grande Fonte!

Que de minha Mãe Divina se tornou Caminhante!

Caminhou e caminhou… E se corroeu de dor ao ver-te em prantos.

Que espanto foi, Minha Rainha!

Matre Terrena!

Ilumina aquele sorriso de novo pra Eu Cantar!

Faz nascer Amor no meu Caminhar

Não perca minha voz retumbante!

Pra que possa nossa poesia pelos mundos reverberar!

Ilumina Rainha!

Ilumina até os cacos de vidro que cortaram-me no pé

Brincando de criança feliz e encantado por tal fé

Me guarde em tal Morada Sagrada!

Não permita que destruam minha estrada!

Meu berço, nem meu manancial de Mata

Que não se apaguem!

Nem mesmo as trilhas por onde passei e ninguém viu

E que nunca saibam do verdadeiro segredo que há

Pra nunca entenderem que é lá na fonte que tu está

Bem lá dentro, RODOPIANTE SELVAGEM!

É Deusa de Alegria e pura coragem, quem venho aqui representar!

Permaneça na raiz de cada Ser

Até que seja feita a hora da Vontade Valer.

Que nunca bebam da água sagrada da trilha-nascente

Pois é lá que te encontras Serpente!

Então, Guardo para mim seu presente! Seu veneno, Sua visão.

Pois é permanente em meu íntimo a Encanteria de tal comunhão

Que no fio da teia de minha vida mudou toda a direção

acertou a coluna e pôs todo o mal em combustão

É, Assim Será, sem receio, sem perdão!

É o comunicado do conhecimento!

Se seu preço for lamento,

É Você mesmo quem se Encantou com o sofrimento.

Libeeerta este couro ferido!

E PAAARTE em busca da Saudade que tem te consumido! 🌪


TT- @algumthiago

IG- @algumthiago


Compartilhe com aqueles que te importam! Podemos vivenciar o poder de encantar palavras!

🌬️🗡️🌊

Deusa Existência.

Deusa Existência.

Vem e vai como Um

De peito aberto

Despachado

Inconsciente & Calado

Condenado a si mesmo

Tamanha Essência!

Uníssona.

Corra para dentro de Si!

Sobe rápido as escadarias da vida de cá!

Caia veloz pelas cachoeiras da vida de lá!

E ainda sim falo sobre Existência.

Ainda sim falo sobre o mistério de nossa experiência.

Gigantesco, infinito conceito

Que nunca caberá concebê-lo no peito

E que de cada morte eu chore em seu leito

Desatento com o verdadeiro mistério deste conceito

Finito. Adormecido humano.

Tão pequeno, tão mundano.

Nem se quer faz perguntas!

Nem se maravilha com a Luz ou o Vento…

Pobre Ser desatento!

É de experiência que falo.

Mas vocês não me escutam e por isso me calo.

-Ah! Se pudessem me ouvir!

-Sou a existência!

-Em mim não há tempo!

Ela vem e vai, despachada!

De peito aberto em sua cavalgada.

Nunca parou pra divulgar chegada nem daqui nem de lá.

Quando nasce, aqui está.

Quem viu?

Quando foi… Alguém sentiu?

Pobre velho, sumiu. Ninguém se lembra.

E continua, girando, rodando…

De peito aberto!

Nem se quer para pra ver sua dolorida vida cansada!

Não importa pois ela segue…

Inconsciente e calada!

Nunca foi de fato nomeada.

Grande Deusa da Existência por nós permeada.

Morrer e nascer em ti é minha Grande Jornada!

Você sabe o que tem lá?

Você sabe o que tem lá?

E pensar que toda minha pequenez se passou aqui, onde ninguém vê. Valor não! Dinheiro sim, muito desse novo Deus se vê por aí. Diversos templos ele tem! E no meio de um caos que eu nem sabia que existia, Eu, tão eu que fui sempre! Dono dessa montanha mãe e filha, Senhora chuvosa e seca! Vi tuas pedras estremecerem em tempestade e me vi chorar maravilhado e entendendo que os outros enxergam com normalidade. Me vi crescer refletido em seu resplendor! Me vi, muitas vezes, gritar de dor e até pairar no ar como gavião e estremecer de raiva como trovão! Pedra encantada que de um lado é carente de cuidados e do outro criticada por seus apaixonados! Ainda vejo você! E o que ninguém vê é que a passagem verdadeira se dá firmemente na conexão com o que está além da visão, além da árvore, além da vida, além da rocha e Além da Carne! O que você vê? O mundo se constrói a partir de sua visão, seu reflexo & sua comunhão entre o simples vão da existência e de um comprimido, endurecido coração. Você sabe o que tem lá? Acorde!

Pedra Menina. Casa. Vida.

IG: @ algumthiago

Solidão, Veneno, Vício e… Prazer! -Thiago.

Solidão, Veneno, Vício e… Prazer! -Thiago.

LIBERTA!

A solidão é o veneno. É a droga. É a cura. É o abraço amargo e morno do “caminho”. Muitas vezes sem amor, incompreendido e sem iguais. Este é o caminho das bordas, é o caminho das insignificâncias e das discórdias. É também o caminho do professor, muitas vezes mestre, outras vezes apenas um artista do mundo, da vida. É o caminho do “autodidata”, daquele fulano bom com línguas, do “diferentão”, do “emo”, do “natureba”, do viado. É também o caminho da união, a gente sabe que lá fora, no mundo tem mais alguém com o mesmo amor no coração. A gente sabe, a gente sente, a gente também ama. Quase sempre incompreendidos. Destruídos. Destituídos de “normalidade”. Geralmente é a mulher perversa, a “sapatona”, a macumbeira ou louca. Mas sempre é alguém na borda, no final, fora e sem padrão. “Sem padrão é errado.” É o que propagam por vezes até inconscientemente. E assim a gente se reprime, mente, corrompe pouco a pouco a corrente. Não deixe de Ser, de se orgulhar! De olhar no espelho e se lembrar do “autoamor”. De sentir a carne viva e cheia de necessidades espontâneas saltando! Sentindo a igualdade que comove. Exergando não como se quer, mas como realmente é. No fundo e no fundo não há diferenças tãaao significativas. De perto, bem de perto, todo mundo é bastante normal, Superficial. – “Ora, pois Assuma pra ti toda essa Normalidade! Você não é… “especial“.


Sempre bom lembrar. (: :*@algumthiago

Parada

Parada

Não escuta mais trovões

Nem Raios

Nem para pra sentir trovoada

Nem nada, felicidade parada.

Nem ver Luz, de céu em arrancada

ESTRONDO! Nem nada.

É tudo perdido, felicidade parada.

Não vem mais carro na porta de casa

Não tem mais beijo de madrugada

Nem o assoviar de ventania bonita em doce balada

Ninguém parado, na porta de entrada

Ninguém na estrada esperando morada

Buscando aconhego na paz daquilo que faz

Ninguém.

Não vem mais nada, felicida.de parada.


@algumthiago

Recém Chegado.

Recém Chegado.

Ainda persiste em me comover…
Tais Carregadores sofridos de rancor e pavor.
Numa convulsão de pesar o punho em mil sentimentos descontrolados e seus ciclones de internos acontecimentos. Se pensa ser seriedade e prudência como naquele utópico Capricórnio, está enganado.
Que faça bem fundo a faca de corte no véu da alma.
Que mate o último resquício de sua própria existência em prol daqueles que nunca te olharam por amor na retina. Daqueles maltratados que sem querer e poder destroem tudo o que se aproxima. -Ondeee? Hahaha Veja! Insensíveis se tornaram por aqueles que sugaram seu sangue de ponta a ponta no coração. Que se deliciaram com sua carne crua, exposta. Que diluíram toda sua vergonha e solidão e depois dobraram de tamanho o seu constituinte vão. E se vão! Deixam marcas que dizem não saber existir. “Não importa”; “Tão pouco… É pra mim, Eu que Sou Eu, muito drama sim!” É o novo em movimento. Cometem o suicídio de seu amor e homicídio por pavor de ver no outro a mesma dor. É vicioso ciclo de solidão. É Aquário sendo cozinhado, entalado, engolido e aturado. Está consumindo toda realidade espontânea em sua mais recente tecnologia. E nunca desprezam um bom terno e calos antigos nas mãos pra dizer o quanto são preocupados e responsáveis. Povo novo com base no velho… Ecologicamente preocupados e sempre mundiais. As reconstruções do Planeta e todas as pessoas; Ah! Como Eu amo! –mas longe de mim.

Não.

É pelo todo sim, mas visando o próprio nariz. O tapa virá, no negativo daquele que tudo faz é corroer. O equilíbrio, se for realmente possível e alcançado, será recebido pela Terra e seus filhos, de bom grado.


Quebrem-se as correntes! Deixe fluir. (Deixe ir e se despeça!) De tal Orgulho Maldito, de cada Peso e todo o Rancor!

LIBERTA! 🙂 @algumthiago


Obrigado pela atenção! Espero ter causado alguma emoção. É sempre bem vinda a boa e velha sugestão! Comente! ✨

DEU(S)união

DEU(S)união

Ó Chama de minha criação ofuscante sobre todo pavor.

Crescente, ardente, queimando tudo que é temor.

Não me bato mais. Não se bata mais!

Essa culpa nunca foi sua, jamais!

Não se desfaça no resto de sua única vontade.

Não seja descrente do Deus que tu é de verdade.

Talvez a paz venha pra te acompanhar

Quando aceitar que o Sol amarelo que queima em seu peito

Te faz gritar

E que o medo te faz girar! R O D O P I A R!

Então Grita! Gira! Dança! 

Dance com ELE

Nunca pare para olhar quem vê e quem não crê. Pois estes são ridículos sem o seu tudo.

São desfeitos, despedidos, perdidos procurando o próprio mundo.

Se assim se encontram em cadeias 

Você permanece no meio exato de onde partiu

De todas as pobres vidas, completas, sobrevivem meias 

Metades

Incompletas

Incompletos casos amarrados no cinto de couro

Com cabelo pra trás

Não faça assim! Menino viado!

Tem que ser assim chamado, pois é assim que é! Assume!

Maltratado? Não não, mal pensado

Todos temos “escolhas” não é mesmo? Amado.

Amado Ser, de sinfonia pequena, ninguém te vê.

Ninguém sabe como crescer de fato. 

Estamos todos no mesmo prato.

Comidos pela terra que pisamos.

Sem sentido além de um grande acaso.

Ninguém sabe criar, mas sabemos controlar, negativar, cochichar.

 -É preciso Mudar! Moldar!

Vamos mudar a visão.

Não é da Morte que falamos, mas ela existe!

Você se lembra?

Não ache triste nem se perca.

Se distraia. Seja fraco, seja forte! 

Esqueça! Se esqueça!

-Não sabe que é proibido falar o que quiser? Pois é, assim ninguém faz.

Ninguém é. Quando se pensa sobre o que se É, ELE se desfaz! 

Tudo que resta é pó, então fique! Se refaça! Ninguém sabe. Ninguém É. Só faz!

Rabisco de minha autoria. 🙂 “Sempre há uma taça a mais que nos é oferecida.”

@algumthiago follow me on Instagram!